Final Brasileira da Maratona de Programação 2010

Nos dias 22 e 23 aconteceu a final brasileira da maratona de programação, em Joinville, SC, organizada pela Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC.

22 de Outubro

Infelizmente, só conseguimos o financiamento para ônibus, que leva cerca de 10h entre Campinas e Joinville. Saímos às 19h de Campinas na Quinta-feira, dia 21 e chegamos às 5 da manhã de Sexta-feira em Joinville. Como a reserva era para o dia 22, teríamos que esperar até 12h para fazer o check-in. No final das contas, só conseguimos entrar nos quartos às 14h, bem na hora do warm-up! Foi meio corrido e cansativo, mas deu tudo certo.

Logo depois, assistimos a uma palestra da IBM, seguida de uma reunião só com os coaches. Aí fomos passear de barco na Baía de Babitonga. Saímos de Joinville e fomos até São Francisco do Sul, onde a janta foi servida no próprio barco (felizmente ninguém do nosso time enjoou) e depois regressamos. O passeio durou umas 4 horas.

Barco “Príncipe de Joinville”, no Píer

23 de Outubro

Para descansar o máximo possível, os competidores optaram por dormir até mais tarde no Sábado, pulando o café da manhã. Logo após o almoço começou a competição e devo adiantar que o nervosismo que a gente passa como técnico é maior do que como competidor!

A mesma prova é aplicada em várias sedes da América Latina, mas em algumas o horário de início é diferente. Nós técnicos não tivemos acesso ao placar até que todas as sedes já tivessem iniciado, pois, como tínhamos acesso à internet, divulgar o placar online serviria de dica dos problemas mais fáceis para as sedes que ainda não tivessem começado. Assim, só ficamos sabendo a classificação depois de duas horas.

Qual não foi minha surpresa ao ver que o time Alfa da Unicamp estava com apenas 3 problemas e em 20° lugar, enquanto tinha equipes já com 6 problemas. Essa minha angústia perdurou um pouco mais, até que de repente, eles resolveram 4 problemas em menos de 10 minutos! Nessa hora eles pularam para sexto lugar. Infelizmente, devido à alta penalidade (em decorrência da submissão tardia desses 4 problemas), dois outros times fizeram 7 problemas e os ultrapassaram, colocando-os em oitavo lugar. Nesse momento o placar congelou. Como não estávamos vendo os competidores para saber se mais balões chegavam, tivemos que esperar até a cerimônia de encerramento para saber a classificação final.

Times durante a competição

A cerimônia foi logo depois da competição. Em anos anteriores, utilizava-se um programinha para mostrar a evolução do placar no período em que ficou congelado, mas o autor do software e o único que sabia como operá-lo era o Fábio Dias que não pôde comparecer ao evento. Assim, a organização do evento foi mostrando o log de submissões dos últimos minutos e descobrimos que a Poli-USP também tinha passado à nossa frente. No final ficamos com a nona posição e ganhamos a medalha de bronze. O placar final pode ser acessado aqui.

O time “Garotos da OBI” era formado pelo Caíque, Felipe e Renato, 3 dos 4 alunos classificados na seletiva para a IOI esse ano, sobre a qual escrevi num outro post (o André estava no time da Poli-USP). Eles participaram como convidados da maratona e portanto não são classificáveis para a final mundial. Embora estejam ainda no ensino médio, podemos ver que o nível deles já é equivalente ao das melhores equipes. Isso é um sinal de que a olimpíada de informática está se fortalecendo, o que é essencial para a formação de equipes competitivas a nível mundial. Quem sabe daqui a alguns anos veremos algum time brasileiro ganhando medalhas na final mundial.

O Unicamp Beta não ficou muito bem classificado, tendo feito apenas dois problemas. Eles ficaram meio chateados, mas falei para eles considerarem o grande feito que já tinham realizado ao conseguir a vaga para a final nacional. Lembrando que o Alex está apenas no segundo ano e o Igor e a Patrícia aprenderam a programar esse ano! Se continuarem se dedicando, eles estarão no primeiro time da Unicamp daqui a alguns anos e nos classificarão para um próximo mundial.

Apesar de o desempenho da nossa equipe não ter sido um dos melhores, ainda há esperança quanto ao mundial. Levando em conta que o “Garotos da OBI” não são elegíveis e que o segundo time do ITA não pode ir à final (a regra permite no máximo um por universidade), estamos em sétimo na lista de espera por uma vaga. Parece pouco promissor, mas ano passado tivemos exatas 7 vagas para o mundial em Harbin, embora essa quantidade mude todo ano. Agora só resta torcer e, para os que ainda podem competir, voltar a treinar o quanto antes.

24 de Outubro

Aproveitando que nosso ônibus era só para as 22h, fomos conhecer um pouco a cidade de Joinville. Só conseguimos visitar os museus da Imigração e do Sambaquis, além do parque zoobotânico, todos de entrada franca. Infelizmente um dos principais cartões-postais da cidade, o mirante, estava interditado. Além disso, um dos museus que eu mais queria ver, o museu da bicicleta, foi fechado! O museu tinha sido aberto em comemoração aos 150 anos de Joinville — que é conhecida como a cidade das bicicletas — e expunha uma grande coleção de bicicletas de um acervo particular. A prefeitura pagava o aluguel do espaço e o dono das bicicletas ficava como curador do museu. Com a mudança de mandato na prefeitura, perdeu-se o interesse em manter o museu e o desabamento do telhado do prédio ababou decretando o fechamento do local.

Moedor de cana-de-açúcar (Museu dos Imigrantes)

Podíamos ainda visitar o parque de exposições Expoville, mas já estava meio tarde e o local ficava um pouco longe. Preferimos ir jantar em um shopping, onde o Paulo perdeu a passagem de volta dele >.< No final ele teve que comprar outra, mas felizmente pôde embarcar de volta conosco.

Conclusão

Gostei de ser técnico, mas não poderei continuar sendo ano que vem. Além disso, não está nos meus planos continuar os treinos esse ano (principalmente porque pouca gente se interessaria) e não sei se vou me envolver com treinamentos ano que vem. Ainda não temos um substituto concreto para o cargo, mas cogita-se professores.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: