Codefest 2011

Este final de semana ocorreu a primeira edição do Codefest. A ideia do programa promovido pela Conpec é a de aproximar empresas, que propõem desafios de ordem prática, e os alunos, que por sua vez devem resolvê-los com soluções inovadoras.

Foram definidos 5 temas, cada qual organizado por um empresa. Os integrantes da equipe vencedora de cada tema ganhariam um smartphone da motorola. A Buscapé, propôs o tema que achei mais interessante: um problema de otimização em grafo (não posso dar mais detalhes devido a um contrato de sigilo).

Juntei-me a mais alguns amigos da pós-graduação em otimização, além de um pós-graduando em reconhecimento de padrões fazendo pós na elétrica.

A descrição dos problemas foi divulgada há cerca de duas semanas. Na verdade a competição era para ter acontecido pelos idos de Agosto, mas houve um problema e a organização precisou adiar. Isso complicou a vida de alguns participantes como eu, que agora estou trabalhando 40h por semana.

Mesmo assim, consegui dedicar um bom tempo no problema, graças a um feriado e alguns finais de semana. Durante esse tempo, nossa equipe atacou o problema com diversas abordagens e acabamos optando pela que apresentou melhores resultados nas instâncias de testes.

Neste Sábado e Domingo houve uma etapa presencial no Instituto de Computação onde as equipes deveriam concluir seus projetos e apresentá-los. No caso do problema da Buscapé, tínhamos que submeter nosso programa a uma bateria de testes fechados.

Haviam apenas 2 concorrentes com o mesmo tema que nossa equipe. Infelizmente não ganhamos a competição :( Cometemos um erro técnico grave que teria sido facilmente evitado com boas práticas de programação, mais especificamente testes unitários. Além disso, focamos muito na solução do problema e pouco na apresentação da mesma.

Fiquei chateado pelo fato de ter me esforçado tanto e uma bobeirinha ter estragado todo o trabalho, mas são coisas que acontecem e o melhor que dá pra fazer é tentar aprender com os erros :)

Conclusão

No geral, achei a iniciativa muito bacana e espero que seja repetida nos próximos anos (embora eu não possa mais participar). Houve alguns problemas de organização, mas totalmente compreensíveis dado que é a primeira vez que essa competição é realizada.

Também achei legal que vieram pessoas de fora (tinha até equipe de Natal) e de outros cursos (por exemplo mecatrônica). Seria muito bom ver a competição atingir abrangência nacional, ou mesmo que outras Universidades copiassem o modelo e realizasse competições locais.

As empresas deveriam ser as mais interessadas nisso já que, além de agregar ideias que possam evoluir para produtos, é uma forma eficaz de garimpar talentos.

Não tinha me dado conta, mas essa competição foi exatamente o que eu gostaria que a arena MTE fosse quando participei em 2010.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: